Em parceria com a editora Kazuá, lanço este mês o meu novo livro de poemas: Muito Veneno e um Pouco de Lirismo

muito-veneno-e-um-pouco-de-lirismo-capa (2)

 

Sinopse:

Poesia para criticar poesia: esta é a proposta de Muito Veneno e um Pouco de Lirismo. Criticando o poema contemporâneo, que se apoia no verso livre para chamar qualquer coisa de poesia, este livro vem para abalar as estruturas e mostrar que a boa poesia, livre ou não, nasce a partir da combinação entre técnica e inspiração.

Com uma temática variada, a parte “veneno” do livro critica, entre outras questões, a ausência de rima e métrica no verso contemporâneo, o desconhecimento dos poetas sobre as técnicas literárias, a obscura pretensão da transgressão pretendida, a crítica literária e o mercado editorial. No final, a parte “lirismo” atenua o tom do livro e traz de volta a poética lírica presente no início de carreira, falando de amor.

Todos os poemas trazem a marca dos trabalhos anteriores: são rimados, metrificados, musicais e de linguagem direta e simples. Dentre as formas, vemos uma grande variedade, incluindo sonetos, haicais, baladas e trovas.

Muito Veneno e um Pouco de Lirismo é leitura obrigatória para quem gosta da veia crítica e cômica dos versos, ou para quem gosta dos suspiros dos poemas de amor. Tenha certeza que, depois deste livro, a poesia contemporânea jamais será a mesma!

 

Quem quiser adquirir, encontra no site da editora, clicando aqui.

 

Fico no aguardo do feedback de vocês =)